Motricidade Orofacial e Fonoaudiologia Estética

Motricidade Orofacial, sabe o que é e o quanto essa área pode te ajudar?

 

Motricidade Orofacial é a área da Fonoaudiologia que estuda a musculatura dos lábios, língua, bochechas e face e as funções a elas relacionadas, como a respiração sucção, mastigação, deglutição e fala. Atua na prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento de pessoas com comprometimento destas funções.

Apesar de grande parte da população não ter conhecimento acerca do assunto é provável que 90% das pessoas precisaram ou vão precisar de tratamento nesta área um dia, com o tratamento precoce podemos evitar ou amenizar alterações de fala e articulação, alterações alimentares (Recusa alimentar e disfagias), dentárias, respiratórias e mastigatórias.

Dentro desta área podemos habilitar e reabilitar diversas funções de múltiplas patologias assim como potencializar e auxiliar tratamentos de modo integrado às diferentes especialidades; Médicas, Odontológicas, e de modo interdisciplinar com as áreas de Fisioterapia, Nutrição, Terapia ocupacional, Psicologia, com interfaces na área de Educação, Pedagogia e Psicopedagogia e com as demais especialidades da Fonoaudiologia.

 

A atuação fonoaudiológica em alterações miofuncionais orofaciais abrange o desenvolvimento desde o período gestacional até o processo natural de envelhecimento; por meio de diagnóstico e intervenção dos distúrbios que envolvem o sistema estomatognático e suas funções de respiração, sucção, mastigação, deglutição e fala, nos diferentes ciclos da vida, de causa congênita ou adquirida, decorrentes de:

· Comportamento miofuncional aprendido – hábito.

· Respiração Oral

· Anomalias craniofaciais como síndromes, fissuras labiopalatinas e outras malformações.

· Alterações dento-oclusais e desproporções maxilo-mandibulares.

· Alterações das estruturas de tecido mole que compõem o sistema estomatognático, tais como da língua, do frênulo lingual dentre outras.

· Doenças respiratórias como rinite alérgica, asma, apneia obstrutiva do sono dentre outras.

· Disfunções da articulação temporomandibular e dor orofacial.

· Sequelas que envolvam danos orofaciais decorrentes de traumatismos, queimaduras, perfurações, entre outros.

· Tratamento do câncer de cabeça e pescoço.

· Doenças Infecciosas com acometimento da mucosa das vias aéreas e digestórias superiores sendo as mais comuns: tuberculose, leishmaniose, paracoccidioidomicose e AIDS.

· Doenças do sistema nervoso central ou periférico como esclerose Lateral amiotrófica, miastenia grave, síndrome de Guillain-Barre, distrofias musculares, doença de Parkinson, paralisa facial, encefalopatia crônica não progressiva, acidente vascular encefálico, traumatismo craniofacial, disfunção neuromotora entre outras.

· Imaturidade do processo de desenvolvimento do neonato, como dificuldade na alimentação por via oral dentre outras.

· Processo natural do envelhecimento, como o trabalho com a força e coordenação muscular, sensibilidade, estética facial, entre outras.

· Perda dos dentes e processo de reabilitação oral protética.

· Cirurgia bariátrica, obesidade e transtornos alimentares.

· Cirurgia ortognática

Fonoaudiologia e Estética Facial

 

Desenvolvida por fonoaudiólogos especialistas em Motricidade Orofacial a abordagem Fonoaudiológica na Estética Facial busca a suavização de rugas e marcas de expressão. É uma nova forma para quem busca o rejuvenescimento facial de forma natural, sem cortes ou intervenções cirúrgicas. Tal objetivo é alcançado através do reequilíbrio das funções estomatognáticas e do relaxamento da musculatura da face, modificando o uso da musculatura facial para corrigir possíveis distúrbios da mastigação, deglutição, respiração, sucção e fala. Com uma proposta não invasiva, a Fonoaudiologia Estética da Face tem por objetivo atenuar os sinais de envelhecimento, promovendo harmonia facial. Na intervenção terapêutica, o fonoaudiólogo atua nos músculos envolvidos na formação de cada ruga, respeitando a correlação entre os grupos musculares dos terços da face, reorganizando a dinâmica da mímica facial e adequando as funções de mastigação, de deglutição e de fala. O conhecimento do fonoaudiólogo sobre diagnóstico, aperfeiçoamento e reabilitação dos aspectos estruturais e funcionais das regiões orofacial e cervical o credita para atuação nesta área, promovendo um equilíbrio funcional e estético na face por meio de técnicas de relaxamento, alongamento, massagem, tonificação e fortalecimento muscular, trazendo consciência e reeducação para uma utilização equilibrada dos músculos da face nas funções diárias, associando a terapia convencional a recursos como a bandagem elástica, laserterapia, eletroestimulação e crioterapia para auxiliar em tal processo. Sendo assim, atua-se em três aspectos: na função (reorganizando a mímica e adequando as funções estomatognáticas); na pele (indiretamente, favorecendo a vascularização e a tonificação); nos músculos (adequando a contração e promovendo alongamento). Como resultado, obtém-se suavização de rugas e marcas de expressão e a melhora na definição de contornos que contribuem para o rejuvenescimento do rosto.

 

Referências

Toledo PN. Fonoaudiologia e Estética: a motricidade orofacial aplicada na estética da face. São Paulo: Lovise; 2006

Frazão Y, Manzi S. Eficácia da intervenção fonoaudiológica para atenuar o envelhecimento facial. Rev. CEFAC 2010; ahead of print, pp. 0-0.

Fonoaudiologia e Cirurgia Ortognática

 

A cirurgia ortognática é realizada para a correção das desproporções maxilomandibulares, proporcionando melhora na estética facial e estabelecendo uma harmonia entre as estruturas anatômicas, possibilitando mudança das características miofuncionais orais que encontram-se alteradas.

O espaço intra - oral, o tamanho e a forma dos ossos sofrerão mudanças que, consequentemente , modificarão a posição dos tecidos moles, provocando alterações nas funções estomatognáticas. O tratamento fonoaudiológico proporcionará adequação da musculatura perioral, postura global, propriocepção, sensibilidade, mastigação, deglutição, respiração e da articulação da fala.

O ideal é que o paciente seja encaminhado no pré-operatório para avaliação fonoaudiológica onde inicia-se o trabalho de conscientização dos padrões alterados, retirada de hábitos parafuncionais e adequação da musculatura e das funções estomatognáticas, quando houver condições anatômicas, ou quando as alterações musculares forem importantes, além de orientações relacionadas à alimentação, higiene bucal e cuidados pós-cirúrgicos relacionados à postura de repouso de lábios e de língua.

No pós cirúrgico haverá intervenção durante o uso do bloqueio intermaxilar limitando-se à sensibilidade, relaxamento e posturas de lábios e língua. Após a retirada do bloqueio será realizada a avaliação completa do paciente buscando identificar alterações dos órgãos miofuncionais quanto a mobilidade, tonicidade e sensibilidade, o objetivo inicial será a reintrodução gradativa da alimentação sólida, e posteriormente adequação das funções estomatognáticas, tônus muscular e mobilidade, além da automatização da postura de lábios e língua e eliminação de sequelas sensitivas.

 

Voltar

Unidades
site-1.png
sala-01.jpg
006.jpg
IMG_1890.jpg
site-5.png
site-4.png
Entre em contato

rezendecoelho@ymail.com

Fone: (31) 2531-6652

Watsapp: (31) 99209-5833

Ludmila Oliveira - (31) 98515-9583

Camilla Maciel - (31) 99149-8272

 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • blog